Avalie este artigo

O nosso papo de hoje é sobre autoestima.

A sua autoestima se formou ao longo de sua infância, com base na educação e no tratamento que você recebeu dos seus pais, amigos e professores.

Ter autoestima é gostar de si mesmo, mas infelizmente nem todos conseguem.

Tem pessoas que acham que estão sendo julgadas o tempo todo…

Que estão olhando a aparência dela, que tão criticando suas atitudes.

Eu não vou ficar falando aqui da definição dada pela psicologia à autoestima.

Prefiro ser bem direto e falar pra você o que causa a ausência dela, e ajudar quem não tem nenhuma, tá sempre pra baixo…

E a primeira coisa que você precisa entender é que:

Você não precisa de elogios

Pra se considerar uma pessoa bonita, carismática, uma pessoa legal, você não precisa ficar ouvindo isso de outras pessoas.

Se pra tudo o que você faz, pra toda ação você fique esperando um elogio, que alguém passe a mão na sua cabeça, você nunca vai ter autoestima.

O melhor elogio, e mais verdadeiro é aquele que vem de você.

A auto avaliação tem que ser a única que te importa.

Tem gente que vive numa dependência, como se cada elogio fosse uma droga, e ai que vem o EGO elevado. Ficam postando fotos em redes sociais pra receberem elogios, curtidas, e assim alimentarem seu vício.

O ego significa o “eu de cada um”. E tem pessoas que apreciam o EU em excesso, que se amam demais. Não que se amar seja ruim, mas quando isso sobe à cabeça, a merda tá feita.  E ai surge a arrogância, o narcisismo.

 

Procure absorver apenas o que lhe agrega valor

Se alguém lhe diz algo que não lhe agrada e você absorve o que lhe foi dito, você irá levar isso adiante. Irá ficar remoendo isso no pensamento.

Tem gente que é facilmente afetada pela opinião alheia, e muitas vezes deixa isso afetar o emocional.
E ai,a autoestima some, e vem períodos desnecessários de autocritica. 

Você só deve absorver aquilo que lhe agrega valor.

Algumas pessoas dizem coisas com o objetivo de nos deixar aos pedaços, cabe à você ter um filtro, que aquilo que não vale a pena ser ouvido seja descartado, e aquilo que realmente fizer sentido, que precisar ser repensado, que você possa absorver e analisar.

 

Primeiro, seja seu próprio amigo

Você cresce melhor sozinho.

Ser dependente o tempo todo da presença de alguém na sua vida, também te causará baixa autoestima.

Eu não to dizendo pra você se isolar do mundo, pra deixar de fazer amigos. O que eu quero aqui é que você aprenda a apreciar a sua própria companhia antes de querer buscar outras companhias.  Tem gente que fica triste só por passar um Sábado à noite sozinho, por não ser o centro das atenções. E depois fica se perguntando o que tem de errado.

Não tem nada de errado! Burrice é ser afetado por isso. A melhor companhia que você terá será sempre a sua.

Não fique querendo agradar à todos, e que se em algum momento você for mal interpretado pelo que fez, ou pelo que disse, que de imediato não fique triste, ou que se recolha. Faça uma auto analise daquela sua fala, daquela sua atitude. Se você estava certo em fazer ou dizer aquilo, bola pra frente, você não é obrigado a pensar pelas pessoas e fazer com que elas te compreendam todo o tempo. Mas se você estiver errado, peça desculpas, e não se deixe afetar por isso.

 

Os outros não querem pensar à seu respeito, e se pensam é problema deles

Falei no começo desse vídeo que há quem pense que tá sendo observado o tempo todo, que tá sendo criticado, que tão cochichando e falando mal dela.

E nessas horas que eu digo uma única palavra, foda-se.
Será que as pessoas querem pensar à seu respeito?

Será que realmente tem algo de tão interessante em você pra elas ficarem falando ou pensando sobre?

E se elas querem pensar? Problema delas, e de novo eu digo, foda-se.

Você é afetado apenas por aquilo que você pensa de si mesmo, se você não ficar inventando coisas negativas à seu respeito a sua vida segue numa boa.

Então que se dane o que os outros pensam ou não, afinal, o mundo continua girando, e o seu destino continua sendo seu.

 

Compartilhe este artigo:
Milione

Milione

Conhecedor do universo da sedução desde 2007,reunindo experiência teórica e principalmente PRÁTICA resolvi repassar o que aprendi ao longo desses quase 10 anos nas diversas áreas que abrangem esse universo,e poder aprender ainda mais. "O conhecimento não é pra ser guardado a sete chaves e sim pra ser compartilhado, dividido, pois conhecimento guardado é igual dinheiro num cofre, perde o valor e não rende nada."